[responsivevoice_button voice=”Brazilian Portuguese Female” buttontext=”Ouça o texto”]

Olhava para o outro como se o desconhecido lhe trouxesse explicações para suas angústias. Mesmo as respostas sendo inúteis, ela não desperdiçava a oportunidade de estar de frente para o que lhe imobilizasse os sentidos: isto mesmo, uma calça jeans brilhante na seção new arrivals. E, então, ela comprou o jeans, sem experimentar. Saiu da loja muito feliz com a nova posse. Esbarrou em um grupo de grafiteiras na rua. Uma delas tocava piano de sopro. O som empolgava, porque ela não encontrava uma resposta lógica para o que se queria dizer através da música. Ao fim da apresentação, o grupo saiu distribuindo zines. Ela pegou um para saber do que se tratava:

ler isso

(imagem: primeira página de um zine com o título Roupafilia. O desenho mostra uma mulher carregando uma bolsa em que se lê roialti poético)roupafilia2
(segunda página do zine em que se lê Faça uma colagem nos exercícios inevitáveis nos espaços mínimos que todos vestem. Espaço reservado para o colador amador. O desenho mostra a mesma mulher de saia curta, de costas. terceira página do zine em que se lê Meu efêmero de hoje está correto. Ele passou pelos postes e casacos descorados das ilusões de São Paulo. A imagem mostra o rosto de uma moça dividido ao meio. Na metade esquerda aparece como capa da revista Vogue, e na direita no guichê do metrô, na frente de um cartaz em que se lê valor da tarifa três reais e oitenta centavos. roupafilia3
(quarta página do zine em que se lê se cada um negar a moda imposta mais dominar a própria estética mais juntar as injustiças que fizeram nas vestes do passado mais vestir os lançamentos espontâneos, espontâneos porque não vislumbram serem reproduzidos como uma virose igual calibrar o consumo para assumir caracteres únicos. A imagem mostra a mesma moça da segunda página, com a mesma saia curta, agora de frente)

Ela fechou o zine assustada. Correu de volta para a loja e trocou a calça que tinha acabado de comprar por potes plásticos que podiam ser usados no micro-ondas. Ela vai cortar as tampas dos plásticos para fazer pulseiras novas.

Deixe seu comentário