Ao ritmo do nosso sangue lexossexual
Ao ritmo do nosso sangue
Rufando, rufando,
Ao ritmo do nosso sangue.
Nick Bantock

Lexossexual é aquele que tem como certo de que suas palavras nascem de um estremecimento proporcionado por outras palavras. O processo de leitura e/ou escrita é acompanhado de sensações excitantes, úmidas, quentes. Não se trata de, especificamente, como muita gente pensa, excitar um parceiro sussurrando no seu ouvido, o que é a apenas um detalhe frente a um decurso bem mais complexo.

Lexossexual é aquele que ao ler um texto sobre assunto indeterminado, mas muito bem elaborado, tem uma satisfação tal que sua sensorialidade é acionada. Pode ser um artigo acadêmico, um verbete de dicionário, uma bula de remédio. Em determinado momento, o leitor pode precisar interromper a leitura porque seu apetite não permite que mantenha os olhos sobre a página. Alguns precisam resolver o problema (porque pode se tornar um problema) também de forma física. Outros só precisam de um papel e de uma caneta. E começam a escrever.

Pensar a lexossexualidade como ânsia e comprazimento causado pela literatura erótica é também reduzi-la a um de seus muitos aspectos. O lexossexual é um ser múltiplo. A lexossexualidade abarca inúmeras fantasias e transgressões.

Um amigo me relatou que tinha orgasmos múltiplos depois de ler manuais de instruções e escrever então as suas próprias instruções em papel higiênico barato. A escolha pelo papel mais grosso tinha a ver com a facilidade com que a tinta da caneta correria sobre o papel, mas mostrava-se complicada quando depois de terminado a leitura ele precisava se limpar, ápice de sua aventura erótica.

De procedimento mais delicado, soube de uma mocinha que colecionava cartas que não havia escrito e nem recebido. Cartas escritas sobre papel de seda eram sua única exigência. Depois de lê-las, deitada em sua cama, molhava cada folha em chá quente com pétalas de rosa e a esfregava no seu corpo sôfrego. Algumas vezes comeu pedaços de papel de seda molhado, me confessou. Mas quando fazia isso, chorava e só conseguia escrever poemas engajados.

Aberração é a vida sexual do outro. Na nossa esfera de escolhas íntimas, tudo é lícito e normal, do momento em que você é uma pessoa bem resolvida. E bem resolvida era a grávida que estudava para uma prova de mestrado e sentia seus seios inchando à medida que não entendia certas palavras de livros técnicos. Quanto mais complicada a linguagem, maior a volúpia. Sonhava com Nietzsche mamando, aninhado em seus braços. Quando leu Jacques Derrida pela primeira vez, seu marido desconfiou. Hoje é professora na USP, separou-se, e vive com seus cinco filhos em uma linda casa na Vila Madalena.

Há  lexossexuais que não escrevem, embora sejam tipos raros. Podem ser encontrados em sebos e livrarias, sempre com um olhar enviesado. Soube de um deles que sonha em ser preso, ladrão de obras raras e que encarna uma tara especial em ex-libris, mas esta história não posso contar.

No entanto, o tipo de lexossexual mais conhecido é aquele que escreve no ritmo do seu sangue. É aquele que conhece sua voz e mantém um canal aberto para expressar a fala de maneira livre. É aquele que não se satisfaz ao imitar o que o público leitor e crítico chama de “boa literatura”. Sabe que corpo e mente trabalham juntos. É o que bebe da lubricidade de seus escritores-mestres e os têm como afrodisíaco recorrente, mas que conhece as suas próprias zonas erógenas literárias e não se envergonha em expô-las.

Independente do assunto, quem não tem coragem de mostrar o que pensa dentro da sua estrutura de linguagem íntima, sintagma e paradigma, música, letra e dança, deve procurar uma outra profissão ou contentar-se em nunca sair do armário, ou melhor, da gaveta.

Um escritor é um impudico in natura. Devassa suas lembranças, sua impressões, seus medos, seus contornos privados com a impudência de um Marquês de Sade, de um Pierre Louys, de uma Anaïs Ninn, mesmo que esteja apenas falando das flores que brotam em seu jardim, da última viagem de trem, ou de quando se sentiu triste e perdido.

Escrever é um ato sexual. É envolver-se tanto com o que lê, quanto com aquilo que escreve. É fazer lexo-sexo na cara dura em lugar público. Então, se este é o seu desejo, tornar-se um escritor, “abandone toda esperança aquele que por aqui entrar”.

Escrever é ficar nu, é abraçar os gritos, as dores, as delícias, o êxtase da sua vida. Sem-vergonha.

Sem nenhuma vergonha.

E aí? Vai rolar?

Mostrando omentários
  • Juliana Vermelho Martins

    Ah, vai!
    Agora vai! 😀

  • http://www./

    Thank You too everyone who stopped bye and left their comments we love to interact with our followers here on Read Between The Lines and Olive Thank You for all the help you have given me and for keeping the blog going while I was at BEA it is greatly appreciated and I am glad to have such an awesome friend and reviewer. 🙂

  • http://www./

    Full of salient points. Don’t stop believing or writing!

  • http://www./

    Prezado Sidney,Podes tentar efetuar o download dos drivers diretamente aqui no blog no seguinte abaixo: Este pagote de drivers funciona perfeitamente no windows xp em todas as instalações que fizAgora com relação a sua placa de rede verifique no setup do micro se a mesma esta habilitada oucaso não saiba onde isso é alterado redefina o setup as configurações padrões que ai com certezaesse item ficara habilitado.Espero ter ajudado e boa sorte.

  • http://www./

    Hola. Esto es mas serio de lo que parece.mi propuesta para paliar el desempleo es que el gobierno sé aga cargo dela construccion de viviendas y luego las alquile. El tipo de construcción serian de varias categorías, para gente de situación baja, media y alta, según renta. De esta forma se acabaría las especulaciones por muchos aprovechados, y luego lo más importante, se acabaría con los edificios antiguos, al ser de un solo dueño, el estado. Las edificaciones saldrían a subasta, así todo el mundo tendría acceso y se repartiría el trabajo. Un saludo: francisco bravo

  • y insurance

    This “free sharing” of information seems too good to be true. Like communism.

  • http://www./

    You’re the one with the brains here. I’m watching for your posts.

  • Concernant ta peur quant à mes intentions de vote, tu n’as manifestment pas perçu le fond de ma pensée et prends peut-être un peu trop à coeur mes notes à tendance provocatrice (je suis comme ça, quand je vois que des propos convergent dans le même sens, ce qui est souvent le cas sur ton blog, je ne peux pas m’empêcher de faire entendre un son dissonnant). Je peux donc te rassurer, je ne fais pas partie des nombreux Français du Texas qui ont plébiscité Sarkozy.

  • kredit online geld overmaken

    Vakre storesøster♥Hun ser sÃ¥ fornøyd ut;)Printet er nydelig, kjenner jeg gleder meg til Ã¥ fÃ¥ litt opp pÃ¥ veggene her hjemme ogsÃ¥. Kl 10 i dag kommer maleren som skal trylle furuveggene mine HVITE, can´t wait:)))Det er bare Ã¥ komme seg ut av huset med minsten;)Fin dag til deg venne,KLEM

  • bank kredit goturmek

    Thierry : Finalement la vieille règle qui voulait que les mots en “eur” ne prennent pas d’ e sauf l’ heure et le beurre a-t-elle été abolie?Depuis qu’il existe des prieures et des mineures. Soit depuis le Moyen Âge (je sais, je triche).

  • zinsvergleich umschuldung baukredit

    Akh ya allah, you gotta decide girl…either u be a feminist and stick to ur rights…or u forget feminism and start praising gallantry…but together they are incompatible!!…hehe(K)

  • immobilienscout kreditrechner

    MariaTo wspaniala definicja. To cala sentencja prawdy zyciowej. Jestem pewna ,ze wdziecznosc jest kluczem do sukcesu. Jest zrodlem radosci. Dziekuje ci za pojawienie sie na sciezce mego zycia.Maria

  • hypothekenkredit zins hypovereinsbank zinsen

    I’d love to win one because we have a wee one due in about seven weeks and you can never have enough blankets, especially cute ones! We’re doing a lot of gray already so I think I’d g1000o with the yellow border. Thanks!

  • heart of vegas coin generator download

    That's a really cool feeder, I hope you can get a photo of him! Last summer, I set up a feeder in our yard with shelled sunflower seeds. The blue tits & great tits amassed in the trees and took turns eating out of it (one at a time) until it was empty!

  • http://www.poorboyauto.com/

    I knew when I saw you shooting by that willow tree that I would be in awe – and I am. Love the images in the front of the campus and in and around the chapel so much! It’s such a beautiful setting and indeed a beautiful day! The couple looks so happy, and I am sure they are thrilled beyond belief with these!PS – WOW your turn around time is FAST!!!

  • http://shopmiscere.com/kik/

    QUERÍA COMENTARLES QUE EN SAN MIGUEL DEL MONTE, PROVINCIA DE BUENOS AIRES, HAY UNA CANTIDAD IMPRESIONANTE DE BIGUA!!! HACE 25 AÑOS QUE VIVO ACA Y NUNCA HABÍA VISTO TANTOS. POR SUPUESTO QUE SE ENCUENTRAN EN ÁRBOLES SOBRE LA LAGUNA DE MONTE.POR SIMPLE CURIOSIDAD ME INTERESÉ UN POCO MAS EN ELLOS.BUENO, UN SALUDO.

  • afforadable car insurane in WV

    Max Gallo faisant ce matin son propre éloge, sans même attendre que celui qui prendra sa place le fasse.Quand on n’est flatté que de soi et de son curé, c’est qu’on ne vaut pas cher.Grass en bidass : décidément, personne n’a l’air plus con en photo qu’un bidasse. Remarquez, il suffit souvent de le voir sans uniforme pour réaliser que sa connerie n’est que bidassière.

Deixe seu comentário

escritoreshttps://www.flickr.com/photos/95072945@N05/10891922153/in/photolist-hAtWZg-s3Pu6o-rECnmS-zTUcWg-5Hjpfc-zTxWY5-oxghv6-rkpxxK-yCp9SK-bT52Ak-jYYGFk-xccFgE-Evpfn-sRw1bx-xcj44z-xuprGR-xccCK7-vJrvhr-5HoHKC-g59SV1-zrSBgj-ottyzU-5HoBXs-ybP3my-xf12Ct-scKWF8-BHBZ61-C94y1J-rQuYTo-r2VCME-rSmMCi-pjvszk-mEjQ4L-9ucfjg-oj4T5V-pJ1oRG-7XX9EE-5HojKm-5HoHpW-5HoFpS-C6T55i-5HoKv3-5Hjk2F-5HoFb7-5Hi9NR-9vtMoT-5Hj4Kx-5HiT9B-jKRf-5Hjkav