Olá! Você é um quase. Ainda não é o será mas também não é mais o foi, é um quase.
Um quase caladinho e branco. O comecinho do começo.
É normal que você esteja ansioso e com expectativas, afinal você é uma coisa que vai virar outra coisa. Tem um tudo dentro de você.
Você está aqui. Aqui é um hoje. Ontem é antes e amanhã é depois.
Você é um ovo. Ovos não tem ontem, só hoje e amanhã.
Eu sou pessoa. Tenho muitos ontens, em torno de 13 mil e quinhentos ontens, esse é meu currículo. Todos os ontens que eu vivi ficaram em mim em formato não pegante.
Você pode estar pensando, ‘gente, mas eu nem cheguei e ela já está me explicando tudo isso’ ‘o que é não pegante?’,’o que é depois?’, ’Socorro!’. Calma, você ainda não chegou mas tenho certeza que quando você chegar você vai estar muito mais pronto.
As coisas por aqui nem sempre são fáceis e entendíveis. O novo choca mas um ovo que vem ao mundo preparado com certeza ficará menos mexido. Eu com todos os meus ontens dentro de mim serei uma facilitadora de vida pra você.
Seja bem vindo à primeira aula, da primeira série do pré-pré-pré ensino básico e fundamental. Preste bastante atenção nesse comecinho, isso vai ajudar muito no seu depois.
Aula de ciências.
No planeta em que vivemos existem coisas e pré-coisas.
Coisas são de natureza pegante. Tudo aquilo que podemos pegar e encostar.
Quando você chegar por aqui vai descobrir que pode encostar em algumas coisas com seu corpo. Você vai poder encostar, apertar, segurar e espremer. Fazendo essas ações você vai sentir coisas diferentes. Coisas duras, coisas moles, coisas macias, coisas líquidas. Tudo isso são coisas. Caneta, óculos, abacaxi, água, cachorro e pessoa.
Por aqui também existem pré-coisas, que são de natureza não pegante, ou seja, não é possível encostar. As pré-coisas não pegantes ficam no meio das coisas. Exemplos de coisas não pegantes são a tristeza, a alegria, o amor, a saudade, a raiva, o wireless e o bluethooth.
Possivelmente você sentirá algo não pegante após algum contato com um outro.
Outros são pessoas que não são você.
O mundo tem milhões de outros mas não vai dar tempo de você conhecer todos eles.
Você vai conhecer só alguns. Dentre esses alguns, uns serão muito importantes e vão estar perto de você desde o seu comecinho. Outros você vai conhecendo ao longo da sua vida. Alguns vão ficar por perto durante muito tempo, outros você vai conhecer e depois eles vão sumir.
Outros são pegantes, você pode encostar neles e pode ser que você sinta coisas não pegantes na relação com eles.
Pode ser que você sinta amor.
Amor é uma disciplina bem complicada. Tem vários tipos de amor. Muitas teorias, muitas histórias e músicas tentam explicar mas até hoje ainda existem muitas questões em aberto. Acho que é melhor não falar com você sobre isso agora. Você ainda é muito comecinho.
Por enquanto é importante saber que você vai virar outra coisa. É importante saber que você tem um cabimento.
Vai ser assim, você vai começar a não se caber e aí vai precisar virar outra coisa. Isso acontece com todos. O pegante dá o formato da coisa e o não pegante é o recheio.
Quando a coisa não tem mais cabimento, quando tem muito não pegante num formato que ficou pequeno, essa coisa precisa virar outra coisa.
É esse fenômeno que acontece com o milho e a pipoca. O milho já tem uma pipoca não pegante dentro dele, mas ele ainda não o é. É necessário que a quantidade de pipoca não pegante cresça até que ele mude de formato/tamanho. Com o girino acontece a mesma coisa. O girino já tem um sapo não pegante dentro dele, mas ainda não o é. É necessário que ele siga sendo girino até que a quantidade de não pegante aumente e ele precise mudar de formato/tamanho. Outro exemplo de coisa que vira outra coisa é a lagarta e a borboleta. A borboleta já está na lagarta mas ela ainda não o é.
Importante: o tatu bola não vira outra coisa. Virar outra coisa é um fenômeno arriscado, é virar outra coisa de fato. Tatu bola se esconde quando está com medo.
Esse fenômeno de virar bolinha é passageiro, ele logo desvira bicho de novo. Virar outra coisa requer coragem. O que acontece com o tatu bola é a mesma coisa que acontece com a tartaruga e com o caramujo, eles se escondem, tentam se proteger.
Virar outra coisa é perder-se mesmo.
Eu disse que serei facilitadora de vida pra você mas talvez seja bom deixar claro que ninguém poderá te proteger, nem você mesmo. É impossível. Você vai quebrar. E isso vai doer.
As coisas não pegantes vão aumentar, você vai começar a não se caber e aí você vai quebrar. A dor é um efeito do não pegante que concentra no pegante e inflama. E tudo o que inflama dói.
Vai ser tipo espinha. Dói, dói, dói. Aí estoura. E para de doer. A dor está relacionada com o tamanho. A dor está relacionada com a falta de espaço. Tudo o que te quebra, te aumenta. E muitas vezes o que te aumenta te dói.
O amor pode te quebrar e te aumentar.
O amor é uma disciplina complicada. Ainda não é bom falar sobre isso agora. Você ainda é muito comecinho.
PS. Essa é uma das primeiras lições de ‘Cuidado Frágil – Lições para Ovos’. Esse texto também é um quase, ele também deve virar outra coisa. Aliás ele já virou outra coisa. Ele faz parte de um espetáculo que agora está virando texto. E vai continuar se transformando, como ovos, lagartas e pessoas.

Deixe seu comentário